Couro, tachas, correntismo, ombreiras, alfaiataria, peças estruturadas, brilho.  Rock n’ Roll e romantismo misturados entre o preto, o branco e os tons de rosa.  Tudo isso, mais a vilãzinha da novela, a Adriana Birolli, deram linha  ao desfile da Spezzato, que se inspirou na estética e nas experimentações dos anos 80 para bolar sua coleção.

Pela primeira vez pisando em uma passarela, a Isabel de Viver a Vida não tinha nada a ver com a falta de noção da personagem e foi pura simpatia. Beirando o cinismo. Mas vamos dar um crédito à garota que distribuiu sorrisos, dancinhas e abanos à plateia, bem espontânea.

Anúncios

Uma supresa na primeira noite do DFI foi o desfile da Casa Masson by Vogue. Os óculos estavam legais, mas confesso que a montagem dos looks chamou muito mais atenção do que os próprios acessórios.

Eles vieram com armações de vários tamanhos, formatos e cores, tanto os de sol quanto os de grau. A apresentação das modelos para os fotógrafos incluia uma moldura, que as deixava com cara de espelho/porta-retratos.

Curti muito um Rayban Wayfarer de grau em cores discretas, bem bacana. Aliás, mandei fazer meus novos óculos essa semana e não vejo a hora de buscá-los. Vão ser bem retrô.

Voltando ao desfile, os looks surpreenderam. Não deixaram o fluor do verão se apagar, com muitas meias bacanas. Apareceram também  laços, chapéus, vestidos bandage, calças em paetê e destaque especial aos sapatos. Produção de parabéns.

A passarela da primeira noite do encontro de blogueiras de moda gaúchas Donna Fashion Iguatemi não empolgou muita gente.

Uma das coisas legais do evento é o lounge, onde são reconhecidas algumas marcas gaúchas que muita gente já aprovou como a A La Pucha, Ruminante, Casa de Tolerância e  Débora Ydalgo. Também traz a Passarela do Futuro, onde estudantes de moda disputam quatro vagas para o desfile principal do próximo ano.

Os desfiles que assisti trouxeram um pouco mais do mesmo, confirmando que tudo chega muito rápido e é copiado muito rápido. As marcas precisam buscar mais diferenciais para não acabarem se confundindo umas com as outras.

Anyway, houveram também bons momentos. Cheguei já no desfile da Bob Store e confesso que prefiro a grife na vitrine do que na passarela. A coleção foi superurbana, com peças acessíveis: jeans, alfaiataria, casacos em lã e mantas. O dourado apareceu bastante e as botas overknees chamaram a atenção em um look simples. Não gostei das polainas sobre os sapatos. Gostei daatriz Thaila Ayala com um vestido preto todo de renda. Belíssima.

No próximo post, mais desfiles. 😉

De volta da primeira noite do DFI, vamos começar postando os vídeos do encerramento de 3 desfiles da noite: Bob Store, que teve participação da atriz Thaila Ayla, Casa Masson By Vogue, com a modelo Aline Tabata e a Spezzato que trouxe a atriz Adriana Birolli.

Amanhã, depois de longas horas de sono, postaremos as resenhas e fotos dos desfiles de hoje. O que posso adiantar é que nada surpreendeu, fora o fato que o desfile de óculos tinha também os melhores looks. Curtam: